curativos

Curativos: tudo que você precisa saber para o tratamento de feridas

Publicado em 11 de janeiro de 2017

Conheça as técnicas de curativos, cicatrização e controle de infecção de feridas

Feridas são interrupções na continuidade da pele e podem variar de espessura, atingindo camadas distintas, como epiderme, derme e tecido conjuntivo subcutâneo. O tratamento tem por finalidade evitar ou diminuir os riscos de complicações e facilitar a cicatrização. Desta forma, escolher o curativo correto para cada tipo de ferida depende basicamente do tipo de lesão ocorrida. Feridas podem ser conceituadas de acordo com a forma como ocorreram, o grau de contaminação e o comprometimento tecidual.

A restauração de uma ferida depende de diversos processos celulares e passa por fases – inflamatória, proliferativa e reparativa – cada uma com suas particularidades. Alguns outros fatores também colaboram para o fechamento de feridas, como doenças que alteram o fluxo sanguíneo, a localização da ferida, corpos estranhos presentes na ferida, deficiências nutricionais, hemorragias, infecções, edemas e obstrução linfática, idade do paciente e hiperatividade. Em muitos casos, a comunhão de alguns destes fatores tende a tornar o tratamento de feridas menos eficientes e mais demorado.

Em se tratando do curativo, sua eficiência depende primeiramente dele estar completamente limpo, bem como deve se verificar a validade de todo material usado e se os pacotes estão bem lacrados. O segundo passo inclui o aviso ao paciente sobre a troca do curativo, evitando os horários de refeição e levando-se em consideração a privacidade. Lavar as mãos, antes e depois do processo, é outro procedimento padrão, assim como o a esterilização do instrumental a ser utilizado. A manipulação deve ser feita através de pinças e gazes, sem contato direto, o que diminui o risco de infecção. Limpar a pele na área adjacente à ferida é primordial para a melhor fixação do curativo, além de evitar contaminações. Crostas e detritos devem ser removidos com todo cuidado e a ferida deve ser lavada com jato e o curativo deve ser feito com atadura ou esparadrapo, dependendo da área da ferida. Áreas com mobilidade e presença de pêlos devem ser cobertas com ataduras para o melhor tratamento de feridas, enquanto o esparadrapo deve ser fixado sobre o centro do curativo e pressionado suavemente para baixo em ambas as direções.

A Cepelli, Centro Clínico Avançado no Tratamento de Feridas e Queimaduras está situada em Florianópolis e possui corpo clínico especializado com profissionais de saúde preparados para atender pacientes com feridas em um ambiente confortável. Em muitas ocasiões, o tratamento de feridas que incluem a troca de curativos precisa ser feita por profissional especializado para tratar e prevenir infecções, eliminando fatores desfavoráveis que retardam a cicatrização e prolongam a convalescência. Nosso papel é exatamente evitar que isso ocorra, diminuindo as infecções cruzadas, através de técnicas e procedimentos corretos.

A Clínica Cepelli oferece tratamento especializado em tratamento de feridas

Conheça nossa página no Facebook Clique Aqui

Voltar